A exposição Do Capricho ao Disparate (Del Capricho al Disparate) é composta por 80 gravuras de Goya e Dalí e reflete a complexa genialidade da arte de Goya e do universo surreal, que Dalí integrou, em perfeita harmonia, com as cenas dos caprichos de Goya.

Nas palavras de Federico Fernández, diretor da Obra Cultural da FUNIBER e curador da exposição Do Capricho ao Disparate, “Dalí, transformando os Caprichos em surrealistas, não faz mais que transformá-los em Disparates, uma operação que Goya havia realizado anteriormente quando construiu seus Disparates, a partir do acúmulo de elementos herdados de seu repertório gráfico, deixando-os desprovidos de seu sentido histórico, como Dalí faz com seus Caprichos. O interesse em Dalí seria suficiente para mostrar essa série, mas, além disso, ela traz dados novos e importantes sobre Goya como um antecedente pictórico do surrealismo. A intervenção de Dali não pode ser entendida sem revisar o trabalho Disparates de Goya, do qual, de acordo com nossa hipótese, ele extrai os recursos e elementos que, junto com os seus, são integrados nas cenas dos caprichos, transformando-os em absurdos”.

Obras destacadas

Trajetória de Exposição

Ver todos os países e cidades onde a exposição foi realizada